Poderá o precariado assombrar o capital?

Por Leo Vinicius Liberato | Novo livro examina a fundo os trabalhadores-emblema do capitalismo pós-moderno. Superexplorados por mega-corporações, espalham lutas pelo mundo. Prezam sua autonomia. Parecem indomesticáveis. Mas até onde irá sua rebeldia?… >>

0
Uberização: a era do trabalhador just-in-time?

Por Ludmila Costhek Abílio | A uberização refere-se à materialização de décadas de transformações políticas do mundo do trabalho, apresentando-se como tendência que permeia generalizadamente o mundo do trabalho, possibilitando-nos pensar em termos de consolidação do trabalhador como trabalhador just-in-time… >>

0
Seremos, por fim, servos de máquinas?

Por Nahema Falleiros | Capitalismo produz nova distopia: milhões trabalham muito, no mundo todo, para fornecer dados aos programas de Inteligência Artificial. Têm alta formação. Ganham pouquíssimo, sem direito algum. Agora, começam a lutar… >>

0
A pandemia da uberização e a revolta dos precários

Por Marco Santana e Ricardo Antunes | Os ganhos sociais, políticos e organizativos do #brequedosapps são bastante sensíveis. Seu movimento deu a partida da revolta e da rebelião contra condições ultrajantes no trabalho que atingem muitos outros setores, incorporando grandes contingentes de trabalhadores e trabalhadoras… >>

0
Precarização e rebeldia na garupa de uma moto

Por Paulo “Galo” Lima | Reflexões de líder antiuberização: em breve, outras profissões poderão estar sob o despotismo dos algoritmos. Frear a precarização da vida requer imaginação política e apostar nas ruas — com suas dificuldades. Como organizar a revolta?… >>

0
Há “empoderamento” nas plataformas digitais?

Por Ana Claudia M.Cardoso, Célia da G. Arribas e Maria Júlia T. Pereira | Problema é estrutural, mas Uber, Ifood e afins apropriam-se da pauta feminista sem garantir dignidade ou segurança às mulheres. Divisão de gênero se mantém: são poucas nos apps de transporte e quase 100% em limpeza e estética… >>

0