Trabalhadores no tribunal: conflitos e Justiça do Trabalho em São Paulo no contexto do golpe de 1964

silvatrabalhadores_350A pesquisa realizada pelo autor compreende a análise de quinhentos processos do Tribunal Regional do Trabalho do Estado de São Paulo. Apresenta um recorte conjuntural curto, mas escolhido a dedo. O foco está no ano de 1963, período em que conflitos políticos e sociais permeavam o dia a dia do país e que também abalaram os contornos da institucionalidade. A análise apresentada pelo autor se expressa no argumento de que as leis trabalhistas e a própria Justiça do Trabalho são principalmente resultados de pressões dos trabalhadores – enquanto sujeitos da história – sobre o Estado. E que não podem ser desconsideradas as negociações entre os próprios trabalhadores, o empresariado e os diferentes governos. Na visão do autor nem o poder normativo, nem a esfera arbitral da Justiça do Trabalho anularam outras formas simultâneas de mobilização dos trabalhadores.

O diálogo de Teixeira da Silva com diferentes interpretações historiográficas sobre o movimento sindical brasileiro pode ser considerado um dos pontos altos da sua obra, assim como a clareza com que o autor apresenta a complexa realidade de uma conjuntura caracterizada por conflitos e mediações.

(texto de divulgação)

Informações

Título: Trabalhadores no tribunal: conflitos e Justiça do Trabalho em São Paulo no contexto do golpe de 1964
Autor: Fernando Teixeira da Silva
Editora: Alameda
Ano: 2017

Onde encontrar: A obra pode ser adquirida diretamente de sua editora ou em sebos cadastrados no site Estante Virtual, entre outros.

Leia também

1 comentário

  1. Pingback: Militares e empresários minaram Justiça no Golpe, demonstra livro | DMT – Democracia e Mundo do Trabalho em Debate

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *