Nova turma de trabalhadoras domésticas será capacitada em formação gratuita promovida pela Themis e Fenatrad

Imagem: Themis

Na segunda-feira (6/9), começa a formação “Domésticas com Direitos: curso de Empoderamento Legal e Capacitação Profissional”, promovida pela Themis e pela Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad). A atividade, que tem o objetivo de capacitar faxineiras, cozinheiras, diaristas, cuidadoras e babás sobre seus direitos e suas competências profissionais, entre outros, contará com a participação de aproximadamente 200 profissionais. O apoio é da Care, da Veja, do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro e da AFD, em parceria com UniRitter e Senac/RS.

Gratuita e realizada totalmente pelo WhatsApp, a formação contará com duas etapas. A primeira delas, chamada de empoderamento legal, conta com quatro módulos, com carga horária de 40 horas. Quem fornece a certificação é a UniRitter. Já a segunda fase, denominada qualificação profissional, terá seis módulos que totalizam carga horária de 60 horas, com certificação do Senac/RS.

Para participar do curso, as trabalhadoras serão incluídas em um grupo de WhatsApp, que funciona como uma sala de aula. As trabalhadoras receberão os conteúdos semanalmente por meio de pequenos textos, em cards, áudios e vídeos curtos. As professoras também estarão à disposição para dúvidas, assim como a equipe Themis e as lideranças sindicais que fazem parte do projeto.

A internet será custeada pela Themis com recargas de celular pré-pago (de cartão) durante todo o curso para as mulheres matriculadas. Para fazer a capacitação, é preciso dedicar um tempo na semana para as aulas e as atividades, no horário que a trabalhadora escolher.

“O curso integra o esforço de formação das trabalhadoras domésticas brasileiras pela Themis e Fenatrad, que já está na terceira edição. Nós tivemos um curso de empoderamento legal, um de capacitação profissional e, agora, estamos apresentando um curso que chamamos, internamente, de híbrido. Justamente, por oferecer as duas alternativas de formação para as trabalhadoras. É um curso importante porque acontece todo dentro do celular, que é um instrumento tecnológico que está nas mãos de todas as pessoas. É um curso que democratiza o acesso à educação, porque possibilita o nivelamento das pessoas neste acesso, não só pela recarga, mas pela modalidade virtual. Há, ainda,  o propósito de não só trazer conhecimento e produzir aprendizagem, mas também construir uma identidade, um vínculo delas enquanto categoria profissional”, explica Virgínia Feix, coordenadora pedagógica da capacitação e fundadora da Themis.

Inovadora, a iniciativa da qualificação por WhatsApp foi realizada pela primeira vez entre agosto e outubro de 2020, com a participação de mais de 400 domésticas de todas as regiões do Brasil. Já a segunda turma ocorreu de abril a julho e contou com 126 profissionais.

Novas edições estão previstas para o ano que se aproxima. Tem interesse em participar deste tipo de formação? Acompanhe as redes sociais da Themis, pelo @themis.org.br, e fique por dentro das novas turmas. 

Entenda o projeto

O curso faz parte do projeto Mulheres, Dignidade e Trabalho, que contempla iniciativas de capacitação técnica e em direitos humanos para as trabalhadoras domésticas. Trata-se de uma parceria da Themis com organizações de trabalhadoras domésticas do Equador, Brasil e Colômbia, com apoio da Associação Francesa de Desenvolvimento (AFD) e da CARE International. Os cursos ofertados às trabalhadoras domésticas são um dos braços do projeto, denominado Escola de Formação de Habilidades para a Vida e o Cuidado, que contempla uma etapa de formação em direitos humanos e trabalhistas e uma etapa de profissionalização.

O processo de formação centrado nos direitos humanos e trabalhistas aborda os principais marcos normativos da área, as formas de organização social para a defesa de direitos e temas como racismo, feminismo e violência no mundo do trabalho. Já na etapa de qualificação profissional são considerados temas como cozinha saudável, cuidado especializado de crianças e pessoas idosas e outras áreas técnicas.

O processo formativo conta com o aval acadêmico e certificação de instituições renomadas, como a UniRitter e o Senac/RS, a fim de agregar valor ao serviço prestado pelas trabalhadoras.

Fonte: Themis
Data original da publicação: 01/09/2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *