África tem 1% de pessoas que recebem subsídios de desemprego

África tem somente 1% de pessoas que recebem subsídios de desemprego, de acordo com um relatório lançado na quarta-feira (09/12) pelo Banco Mundial e pela Organização Internacional do Trabalho, OIT.

Na lista sobre a situação em regiões menos desenvolvidas do mundo segue-se a Ásia, onde 2% recebem o valor. O destaque vai para o Leste da Europa com 64% de beneficiários. 

Reforma

O documento intitulado “Equilibrar regulamentos para promover o emprego: De contratos de trabalho a subsídios de desemprego,” defende a reforma da regulamentação laboral. O objetivo da medida seria proteger os trabalhadores, sem reduzir incentivos para criar empregos.

O mundo tem 12% de beneficiários de subsídios de desemprego do total de 200 milhões de pessoas sem trabalho. Estima-se que 75 milhões de desempregados são jovens com menos de 25 anos.

Taxas

O estudo destaca que a criação de empregos é uma das mais importantes questões, tanto nos países desenvolvidos como nas nações em desenvolvimento.

O informe apresenta propostas para projetar, executar e regulamentar o mercado de trabalho.

Procedimentos

O relatório também recomenda aos países que reformem as áreas de contratos de trabalho, salários mínimos, procedimentos de despedimento e de proteção de renda para os desempregados.

O documento defende que políticas bem concebidas podem ajudar a criar empregos e a solucionar as distorções do mercado de trabalho garantindo ao mesmo tempo a sua eficiência.

Fonte: ONU
Texto: Eleutério Guevane
Data original da publicação: 09/12/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *