Tráfico de pessoas movimenta US$ 150 bilhões por ano, segundo OIT

Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) apontam que, todos os anos, o tráfico internacional de pessoas movimenta R$ 150 bilhões. Dois terços desse valor (cerca de US$ 99 bilhões) são gerados a partir da exploração sexual, enquanto outros US$ 51 bilhões saem de exploração econômica forçada, incluindo trabalho doméstico, agricultura e escavidão moderna em outras atividades econômicas. Com o objetivo de conter este crime, a ONU estabeleceu o dia 30 de julho como o Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas, comemorado pela primeira vez em 2014.

Segundo as Nações Unidas, o tráfico de pessoas é uma violação grave dos direitos humanos e um crime que afeta sociedades de todo o mundo. Entre as vítimas estão homens, mulheres e crianças, em especial pessoas em situações vulneráveis de migração, como asilados e refugiados. Entre as alternativas de combate sugeridas pela comunidade internacional está o mapeamento das cadeias dos produtos comercializados. “Uma resposta para o mapemento de toda a cadeia do tráfico requer a ação combinada de diferentes agentes – Estados, organizações internacionais, sociedade civil, setor privado, empregados e trabalhadores, assim como cidadãos individualmente, dentro de seus papéis tanto como consumidores quanto como membros da sociedade”, ressalta a ONU em material de divulgação sobre a data.

Atos no Brasil

Na semana que começou na segunda-feira (28/07), o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro (RJ), recebeu iluminação na cor azul, em alusão à Campanha Coração Azul, coordenada pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e pelo governo federal, e à Semana Nacional de Mobilização pelo Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. O coração azul é símbolo da campanha mundial do UNODC contra o tráfico de pessoas, que foi lançada no Brasil em maio de 2013. Ao longo do último ano, a Secretaria Nacional de Justiça realizou uma série de eventos, palestras, seminários e oficinas, levando a temática para debate em diversos estados e municípios brasileiros.

Em todo o Brasil, serão realizadas ações de conscientização durante toda a semana, promovidas pela Secretaria Nacional de Justiça, do Ministério da Justiça, em conjunto com a rede de Núcleos de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e os Postos Avançados de Atendimento Humanizado ao Migrante, os Comitês Sociais do Coração Azul e organizações do Comitê Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Conatrap).

Mais informações sobre a Campanha Coração Azul: http://www.unodc.org/blueheart/pt/index.html

[divide]

Fonte: Observatório Social, com informações da ONU
Data original de publicação: 30/07/2014

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *