OIT e Cepal alertam situação trabalhista na América Latina em 2014

Durante 2014, a América Latina deve realizar esforços para avançar na geração de emprego de qualidade e fomentar a inserção no trabalho produtivo dos jovens, apontaram quinta-feira (22/05) a OIT e a Cepal. Um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal), publicado dia 22 passado, assinala que o cenário econômico deste ano, com um crescimento estimado em 2,9%, é pouco favorável para o mercado trabalhista da região.

Ambas instituições consideram que pelo modesto crescimento econômico projetado e as tendências atuais da participação trabalhista, se prevê um baixo ritmo de geração de emprego, com o qual não diminuirá de forma notável a taxa de desemprego.

O relatório Conjuntura trabalhista na América Latina e Caribe indica que essas perspectivas apontam para a necessidade de contar com seguros-desemprego e outras medidas de proteção para enfrentar tal cenário.

Tal documento faz um levantamento do comportamento do mercado trabalhista em 2013 e destaca que, apesar da baixa na dinâmica econômica, a taxa de desemprego seguiu caindo entre 2012 e 2013, ano em que se marcou seu nível mais baixo em décadas (6,2%).

No entanto, existem dúvidas sobre a sustentabilidade deste positivo desempenho no futuro próximo, enfatiza o relatório.

Como antecedente do que possa ocorrer durante o ano, recorda que o trabalho assalariado cresceu menos que nos anos anteriores, o que resultou em uma leve queda do índice de ocupação.

Também assinala que os jovens foram o grupo mais afetado, pois seu desemprego aumentou entre 2012 e 2013 de 14 a 14,3%, comparado com o dos adultos – cujo nível foi 3,2 vezes menor.

Apesar dessas cifras, o relatório OIT-Cepal considera que a geração de emprego no último decênio, o fortalecimento da proteção social e a implementação de inovadores programas sociais foram fatores importantes para a redução da pobreza.

[divide]

Fonte: Prensa Latina
Data original da publicação: 22/05/2014

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *