Mercado de trabalho e classe trabalhadora em São Paulo e no Rio de Janeiro em 1920

Autor: Marcelo Freitas Soares de Moraes Cruz
Orientador: Alexandre de Freitas Barbosa
Ano: 2014
Tipo: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de História. Programa de Pós-Graduação em História Econômica
Repositório: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
Resumo: Este estudo contribui para a compreensão da formação dos primeiros núcleos de mercado de trabalho no Brasil, localizados em São Paulo e no Rio de Janeiro. Buscamos enquadrar a formação desses mercados de trabalho nos processos de modernização socioeconômica em movimento nessas cidades entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX. Utilizamos os censos industrial e demográfico de 1920 para remontar a estrutura do emprego, localizar a inserção dos trabalhadores nas diversas formas de produção industrial e avaliar as dimensões tomadas pelo assalariamento nestas formações sociais. Essa análise nos levou à conclusão de que o mercado de trabalho de São Paulo era mais dinâmico que o do Rio de Janeiro no sentido de promover a constituição de relações sociais capitalistas no mundo do trabalho. Por fim, procuramos levantar reflexões sobre as formas de exercício de poder por parte dos trabalhadores a partir das diferentes posições ocupadas no mercado de trabalho.
Arquivo: Acesse aqui o texto completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *