Escola DIEESE: resposta à urgência na formação de novas lideranças agora também no EAD

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Clemente Ganz Lúcio

[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_column_text]Data original da publicação: 26/05/2019[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_column_text]A educação, mas principalmente a educação pública no Brasil passa por um momento difícil. De todos os lados, a universidade pública, os institutos e escolas sofrem ataques, dos mais variados tipos.

Espaço da produção, do saber e da formação do pensamento científico e crítico, as universidades obtiveram avanço significativo nos últimos anos, com ampliação da rede federal e a oferta de cursos nas mais diversas regiões do país. Na verdade, em todos os níveis de educação, o país ampliou significativamente a oferta de matrículas e parcela importante de brasileiros de baixa renda puderam ter acesso ao ensino.

A educação crítica, inclusiva e transformadora é a que deveria ser almejada, com o objetivo de construir uma sociedade mais justa e igualitária. Esse tipo de educação se constrói nos espaços tradicionais da produção do saber, nas instituições educacionais tradicionais, como as universidades, mas também se constrói na vida e na luta, na vivência dos trabalhadores, dos movimentos sindicais e sociais em suas diversas esferas.

Desde a fundação, em 1955, o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) disputa espaço na produção do saber na sociedade brasileira. O saber valorizado pelo DIEESE e a partir do qual a entidade produz considera o trabalho como valor intrínseco e central para compreender a organização da sociedade, com o entendimento de que o trabalho produzido deve garantir condições dignas aos trabalhadores, no que diz respeito à moradia, alimentação, saúde, lazer, educação e participação social.

Criado e mantido pelo movimento sindical brasileiro, o DIEESE desenvolve pesquisa, assessoria e educação voltadas para os dirigentes e assessores das entidades sindicais e os trabalhadores. Um trabalho que beneficia a toda a sociedade e que deu à instituição o reconhecimento como instituição de utilidade pública.

Dentro deste projeto e com o objetivo de resgatar o lugar e a importância dos trabalhadores na sociedade, em 2012, a entidade criou a Escola DIEESE de Ciências do Trabalho, que oferece a graduação em Ciências do Trabalho; a pós-graduação em Economia e Trabalho e, mais recentemente, a pós em Sindicalismo e Trabalho; além de diversos cursos e outras atividades de extensão que marcaram a trajetória do DIEESE na formação da classe trabalhadora.

Em 6 de maio deste ano, a Escola DIEESE deu mais um largo e importante passo: começou a oferecer cursos de extensão na modalidade EAD – educação a distância, em uma plataforma desenvolvida exclusivamente para essa finalidade. No novo espaço, estão cursos de curta duração com temas ligados à agenda dos trabalhadores no Brasil.

O EAD é uma demanda de diversas entidade de trabalhadores, já há algum tempo. E com razão, pois essa modalidade de educação permite ampliar os espaços de debate e formação em importantes temas da atualidade, atingindo muito mais pessoas.  

O primeiro curso disponível é sobre a reforma previdenciária, um assunto atual e de extrema importância. As aulas pretendem apresentar uma visão completa e crítica da questão para que os trabalhadores se posicionem e entendam o que está em jogo.  Os principais aspectos da Proposta de Emenda Constituição (PEC) no 6, de 2019, que propõe mudanças tanto no Regime Geral de Previdência Social quanto no Regime Próprio, são abordados de forma elucidativa.

Com o curso A Reforma da Previdência – entenda o que está em jogo e o que muda para você, o DIEESE espera também contribuir para ampliar e fortalecer a participação dos trabalhadores nos debates sobre as políticas sociais, como a seguridade social e, mais especificamente, sobre a previdência social, questões que envolvem diretamente a vida de todos os trabalhadores.

A Escola DIEESE espera estar contribuindo também com respostas à urgência na formação de novas lideranças sindicais e sociais para os desafios presentes na sociedade hoje.

Para conhecer mais sobre a plataforma digital de cursos, acesse: http://www.escola.dieese.org.br/escola[/vc_column_text][vc_empty_space][vc_column_text]Clemente Ganz Lúcio é  sociólogo, diretor técnico do DIEESE, membro do CDES – Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e do Grupo Reindustrialização.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *