Correios oferecem reajuste de 5,27% e trabalhadores ameaçam greve para dia 18

Trabalhadores dos Correios ameaçam entrar em greve por tempo indeterminado a partir do dia 18. Em assembleias realizadas pelos sindicatos filiados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), os funcionários rejeitaram a proposta de reajuste salarial de 5,27%, apresentada pela empresa na última quinta-feira (5).

O reajuste oferecido pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) não cobre a inflação do período, medida em 7,13%, de agosto de 2012 a julho de 2013.

“Já realizamos assembleias em 25 sindicatos filiados à nossa federação e a resposta foi unânime. Vamos apresentar a rejeição da proposta amanhã [10] e, se a empresa não melhorar a contraproposta, vamos entrar em greve por tempo indeterminado”, afirma o secretário de Imprensa e Comunicação da Fentect, James Magalhães.

A categoria com data-base em 1º de agosto reivindica 15% de aumento real, reposição de perdas salariais no período de 1994-2002, calculadas em 20%, além de segurança nas agências, manutenção no plano de saúde (Correios Saúde), implementação de Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS), contratação de 10 mil funcionários, redução de jornada de trabalho dos atendentes para 6 horas, entre outros.

Já ocorreram nove rodadas de negociação entre os diretores da Fentect e representantes dos Correios e essa é a primeira contraproposta apresentada pela empresa. Uma assembleia da categoria está marcada para o dia 17, para deflagrar a greve por tempo indeterminado.

[divide]

Fonte: Rede Brasil Atual, com ajustes
Texto: Viviane Claudino
Data original da publicação: 09/09/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *