Copa e Olimpíada são boas oportunidades para discutir trabalho decente no Brasil, afirma OIT

A realização da Copa do Mundo no Brasil em 2014 e da Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro são boas oportunidades para debater as questões do trabalho decente, afirmou a diretora da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Laís Abramo, na abertura da 5ª Oficina de Promoção de Trabalho Decente nos Grandes Eventos – Copa do Mundo Fifa 2014 e Jogos Olímpicos de 2016, na quarta-feira (29), no Rio de Janeiro.

Abramo destacou os investimentos que estão sendo atraídos e a grande geração de empregos, mas alertou para os riscos embutidos na realização desses eventos, dentre eles o desrespeito aos direitos humanos, condições de trabalho inaceitáveis (infantil, escravo, forçado, tráfico de pessoas para exploração laboral), legado social e econômico incerto, exploração sexual, problemas ambientais e impacto na vida das populações que vivem nas imediações dos estádios.

Entretanto, a diretora ressaltou que esses eventos abrem oportunidades para empregos permanentes, de qualidade, em ambientes sustentáveis, para jovens e outros grupos menos favorecidos na sociedade, como mulheres, negros e pessoas com deficiência.

Para diminuir os riscos e estimular as potencialidades é preciso dialogar, somar esforços e integrar ações e iniciativas, defendeu Abramo.

Nesse sentido, a OIT, o Ministério do Trabalho, o Fórum Nacional de Secretários do Trabalho, o Governo estadual e a Prefeitura do Rio vão promover oficinas para incluir os menos favorecidos e assegurar a quantidade e a qualidade dos empregos criados nos eventos.

[divide]

Fonte: ONU Brasil
Data original da publicação: 30/01/2014

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *