A lei geral da acumulação capitalista e a situação da classe trabalhadora nos Estados Unidos da América

Autora: Fernanda Valada Machado
Orientador: Eduardo Augusto de Lima Maldonado Filho
Ano: 2016
Tipo: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia
Repositório: Lume – Repositório Digital da UFRGS
Resumo: Nesta dissertação, interpreta-se as causas e as consequências do processo de concentração da renda e da riqueza nos Estados Unidos da América a partir da teoria de Karl Marx. Defende-se que a “Lei Geral da Acumulação Capitalista”, onde culmina a construção teórica de Marx do livro primeiro d’O Capital, é consistente para explicar a evolução histórica da situação da classe trabalhadora sob as relações sociais de produção capitalistas. Para isso, desenvolve-se a análise teórica essencialmente sobre as obras de Marx – d’O Capital e dos Grundrisse -, e o país que melhor exemplifica a análise teórica de Marx, é os Estados Unidos da América – a maior nação capitalista do mundo. Para tanto, são apresentados dados acerca da concentração da renda e da riqueza, da evolução das taxas de pobreza, discorre-se sobre o movimento trabalhista, sobre a legislação trabalhista e sobre os sindicatos. Apresenta-se o panorama histórico dos Estados Unidos, entre a construção do New Deal e a restauração conservadora sobre o invólucro “neoliberal”.
Arquivo: Acesse aqui o texto completo
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *