Walmart demite 300 funcionários brasileiros na véspera do Natal

Uma das principais lojas de varejo comunicou a demissão de cerca de 300 funcionários no Brasil, na véspera do Natal. Com o fechamento de 25 lojas em novembro no Brasil e uma reestruturação em curso em vários países onde atua, o grupo norte-americano Walmart seguiu com sua política restritiva, principalmente da área administrativa. A empresa informou, na terça-feira (24), que “revisou processos internos e redefiniu estruturas de áreas administrativas, resultando na redução de funcionários em algumas áreas”, mas não confirma o número. O Sindicato dos Comerciários de São Paulo, que representa a categoria, informa que são 300 demissões.

O Walmart tem 544 lojas no Brasil e emprega cerca de 80 mil funcionários. Até dezembro do ano passado eram 547 lojas. Neste ano, foram 25 fechadas e outras 22 abertas, de acordo com o grupo. Ricardo Patah, presidente da entidade, afirma ter se reunido há cerca de dez dias com o novo presidente da rede varejista, Guilherme Loureiro, para discutir o processo de reestruturação e a realocação dos demitidos.

– Estamos em contato com o setor de Recursos Humanos da empresa. O que sabemos é que a dispensa, feita nessa época do ano, o que já mostra um desrespeito aos funcionários e uma prática antissindical, ocorreu no Brasil e pode ocorrer em outros países. Na China também foi feito anúncio de fechamento de lojas – diz o sindicalista.

Em outubro, a companhia informou que estava tomando várias medidas, entre elas fechar unidades com baixo desempenho em algumas regiões. Na ocasião do anúncio, o grupo informou que tentaria reacolocar parte da mão de obra.

Dificuldades

Terceira maior rede de supermercados no Brasil e maior varejista do mundo, o Walmart informou que as medidas eram necessárias porque o cenário econômico era “difícil” e “imprevisível” no mundo inteiro, segundo declaração do presidente-executivo da empresa, Mike Duke. A rede não informa detalhes da dispensa. Afirma que “como parte do processo de melhoria da performance da empresa no Brasil, o Walmart está focando na construção de uma base sólida para o futuro, tornando o negócio mais eficiente para continuar a investir e a crescer no país, oferecendo a melhor experiência de compra para os seus clientes”.

Ainda de acordo com a empresa, “a companhia fez todos os esforços para realocar o maior número possível de funcionários em outras unidades da rede”. Até o final do ano, o Walmart informa que “irá gerar cerca de 2 mil novos empregos diretos nas 22 novas lojas abertas neste ano, que representaram investimentos de cerca de R$ 1 bilhão”.

[divide]

FonteCorreio do Brasil, com agências internacionais
Data original da publicação: 24/12/2013

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *