Trabalho e desenvolvimento: um debate atual? Novo número da revista Caderno CRH

Lançado no dia 10 de setembro de 2013, durante o XVI Congresso Brasileiro de Sociologia, realizado em Salvador, o mais novo número do periódico Caderno CRH teve sua versão online disponibilizada no início de outubro.

Uma publicação organizada e editada pelo Centro de Recursos Humanos (CRH), órgão suplementar da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o Caderno CRH reúne textos inéditos da área das ciências sociais.

Seu mais novo número (v. 26, n. 68, maio a agosto de 2013) é de particular interesse para o mundo do trabalho, por trazer o dossiê “Trabalho e desenvolvimento: um debate atual?”, organizado por José Ricardo Ramalho (Professor do Departamento de Sociologia da UFRJ) e Roberto Verás de Oliveira (Professor do Departamento de Ciências Sociais da UFPB).

Ao longo de sete artigos de pesquisadores do mundo do trabalho – como Adalberto Cardoso e José Dari Krein, entre outros –, o dossiê busca articular “a problemática do trabalho com a retomada do tema do desenvolvimento”.

Essa problemática, segundo o texto de introdução de Ramalho e Oliveira, “ganha particular relevância quando associada, seja às diversas experiências de participação política e institucional dos trabalhadores e dos movimentos sociais nas últimas décadas, seja ao modo como políticas de desenvolvimento lidam com estratégias empresariais de flexibilização e precarização das relações de trabalho, de desrespeito à legislação protetiva do trabalho, de descaso com as consequências ambientais e seu impacto sobre diferentes setores da população.”

“Por tudo isso”, continuam os autores, “se justifica um olhar direcionado para as implicações recíprocas entre a nova agenda de desenvolvimento e as novas dinâmicas do trabalho. De um lado, a necessidade de investigar as consequências das novas políticas de desenvolvimento para as relações de trabalho. De outro lado, até que ponto os movimentos sociais, o sindicalismo e outras formas de ação coletiva, referidas ao mundo do trabalho e às questões sociais e ambientais, vêm conseguindo influenciar os padrões de desenvolvimento que se estabelecem?”

E Ramalho e Oliveira concluem: “Ao final, esperamos que as questões apresentadas e discutidas nesse Dossiê tragam novos elementos para o debate sobre a centralidade do trabalho na sociedade contemporânea e para uma reflexão mais aprofundada sobre os diferentes desdobramentos que envolvem os processos de desenvolvimento econômico, com ênfase na necessidade da participação da sociedade e dos trabalhadores na sua formulação e na distribuição dos seus resultados.”

O conteúdo da revista Caderno CRH é aberto à consulta, e o sumário do número novo pode ser acessado aqui.

Mais informações podem ser obtidas na página da publicação na base SciELO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *