Trabalhadores dos trilhos: imigrantes e nacionais livres, libertos e escravos na construção da primeira ferrovia baiana (1858-1863)

souzatrabalhadores_350Contrariando a historiografia brasileira, que geralmente caracterizava as últimas décadas do século XIX como um período de “transição do trabalho escravo para o trabalho livre e assalariado” e também normalmente compreendia o trabalho escravo como antagônico ao trabalho livre e assalariado no século XIX, este livro ressalta que as fronteiras entre a escravidão e a liberdade muitas vezes podiam ser tênues na sociedade escravista oitocentista, tornando as experiências de trabalhadores escravos, libertos e livres pobres ambíguas no Brasil. Ao considerar as diferenças de condição entre esses trabalhadores, o autor argumenta ainda que as experiências comuns de exploração bem como as ambiguidades e a precariedade da vida em liberdade forjaram, naquele contexto, uma identidade social entre os livres e os escravizados.

(texto presente no site da editora)

Informações

Título: Trabalhadores dos trilhos: imigrantes e nacionais livres, libertos e escravos na construção da primeira ferrovia baiana (1858-1863)
Autor: Robério S. Souza
Editora: Editora Unicamp
Ano: 2015

Onde encontrar: A obra pode ser adquirida diretamente de sua editora, em livrarias, como Livraria Cultura, ou em sebos cadastrados no site Estante Virtual, entre outros.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *