Trabalhadores da Amazon na Alemanha em greve

Depois de terem sido reveladas, no programa “Panorama”, da BBC, as condições degradantes de trabalho da Amazon no Reino Unido, os trabalhadores desta empresa na Alemanha iniciaram uma semana de greve, convocada pelo sindicato ver.di, após meses de confronto por aumentos salariais.

Na origem da paralisação está o desacordo entre trabalhadores e a empresa sobre qual deverá ser o contrato coletivo que deve reger a atividade da Amazon. Segundo o maior sindicato alemão – o ver.di – os trabalhadores estão abrangidos pelo contrato coletivo do comércio varejista e de expedição. Já a empresa tem diferente entendimento, aplicando aos trabalhadores os salários consideravelmente inferiores do setor da logística.

Os trabalhadores protestam ainda contra as condições de stress a que são submetidos.

“O sistema da Amazon é caracterizado por baixos salários, pressões constantes por melhor desempenho e contratos precários”, avançou o ver.di.

A paralisação inclui concentrações nos centros logísticos nas cidades alemãs de Bad Hersfeld, Leipzig e Graben. Na segunda feira, uma delegação de trabalhadores alemães dirigiu-se à sede da empresa em Seattle, nos Estados Unidos da América, contando com o apoio de sindicatos norte-americanos.

As vendas da Amazon na Alemanha registraram um aumento de 21%, sendo que o país é o segundo maior mercado da empresa depois dos EUA.

[divide]

Fonte: Esquerda.net
Data original da publicação: 19/12/2013

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *