Sites internacionais
  1. ACTRAV – Oficina de Actividades para los Trabajadores

    O Escritório de Atividades para os Trabalhadores (ACTRAV) é um departamento da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que serve como principal vínculo entre essa entidade e os trabalhadores, além de coordenar o conjunto de atividades da OIT que dizem respeito aos sindicatos. O ACTRAV atua para, entre outras coisas, reforçar as entidades sindicais, promover os direitos e principios fundamentais do trabalho, a negociação coletiva e o diálogo social. Dentro do site da OIT, o ACTRAV possui sua própria seção, onde podem ser encontradas informações sobre as atividades do escritório.
    Em espanhol, francês e inglês.
    Acesse o site: http://www.ilo.org/actrav/lang--es/index.htm
  2. Barómetro Social de España

    O Barômetro Social da Espanha busca avaliar continuamente a situação social da Espanha. Surgido em 2009 e realizado pelo Colectivo Ioé, equipe especializada em pesquisa social, e mantido pelo Centro de Investigación para la Paz (CIP-Ecosocial), o Barómetro propõe um sistema de 189 indicadores socioeconômicos, procedentes de fontes oficiais, para oferecer uma visão de conjunto da situação do bem estar na Espanha.
    Em espanhol, com parte de seu conteúdo também em francês e inglês.
    Acesse o site: http://www.barometrosocial.es/
  3. EIRO – European Industrial Relations Observatory Online

    O Observatório Europeu das Relações Laborais (EIRO) é uma ferramenta de monitoramento em forma de site que oferece notícias e análises sobre as relações de trabalho na Europa. Está online desde 1997 e faz parte da rede de observatórios da Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho (Eurofound), organismo da União Europeia (UE). Sua função é reunir, analisar e disseminar informação de qualidade e atualizada sobre os principais acontecimentos envolvendo as relações de trabalho na Europa. O banco de dados do site possui mais de 11.000 registros, que abrangem notícias, artigos, estudos comparativos com resumos em todas as línguas da UE, anuários, etc. Parte do material está organizada por critérios de país, setor de atividade e data.
    Em inglês.
    Acesse o site: http://www.eurofound.europa.eu/eiro/
  4. ENS – Escuela Nacional Sindical

    A Escola Nacional Sindical (ENS) é uma organização não governamental sem fins lucrativos. Fundada em Medelín, Colômbia, em 1982, por um grupo de profissionais, professores universitários e dirigentes sindicais, a ENS é uma entidade de pesquisa, educação e assessoria, que busca atuar em benefício do conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras da Colômbia, refletindo sobre as questões do mundo do trabalho, com particular atenção às organizações sindicais. A ENS edita diversas publicações, entre elas a Revista Cultura & Trabajo, os Ensayos Laborales, o Cuaderno de Derechos Humanos e a Escuela de Liderazgo Sindical Democrático, além de livros. Todo esse material pode ser encontrado no site da organização.
    Em espanhol e inglês.
    Acesse o site: http://www.ens.org.co/
  5. ETUI – European Trade Union Institute

    O Instituto Sindical Europeu (ETUI) é uma associação internacional sem fins lucrativos, sediada em Bruxelas, Bélgica. É vinculado à Confederação Europeia de Sindicatos (ETUC) e recebe apoio financeiro da União Europeia. O ETUI realiza estudos independentes sobre assuntos socioeconômicos e de relações de trabalho. Também monitora o desenvolvimento de políticas que possuam importância para o mundo do trabalho e busca ser uma ponte entre a esfera acadêmica, o mundo da pesquisa e o movimento sindical. O instituto é formado por três departamentos: pesquisa, educação e condições de trabalho, saúde e segurança. Notícias, livros, guias, relatórios, artigos, a revista HesaMag (sobre saúde do trabalho) e outros materiais podem ser encontrados em seu site.
    Em inglês e francês.
    Acesse o site: http://www.etui.org/
  6. Eurofound – European Foundation for the Improvement of Living and Working Conditions

    A Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho (Eurofound) é um organismo da União Europeia (UE) criado em 1975 e localizado em Dublin, Irlanda. Financiada pelo orçamento da Comissão Europeia, tem em sua direção representantes de governos, empregadores e trabalhadores de cada Estado-membro. Para alcançar seu objetivo de contribuir para o estabelecimento de melhores condições de vida e de trabalho na Europa, a Eurofound realiza estudos e análises comparativas, além de oferecer recomendações e conhecimentos especializados. Seus principais temas de estudo são o emprego e as condições de trabalho, a conciliação da vida profissional com a vida privada, as relações laborais e a coesão social. Para executar suas atribuições, a Eurofound possui uma série de ferramentas de monitoramento, como o Observatório Europeu das Relações Laborais (EIRO) e o Observatório Europeu das Condições de Trabalho (EWCO). No site podem ser encontradas notícias, vários tipos de publicações, pesquisas sobre condições de trabalho e qualidade de vida, relatórios anuais, estudos de casos, entre outros.
    Em inglês, com algumas seções em múltiplas línguas, incluindo o português.
    Acesse o site: http://www.eurofound.europa.eu/
  7. FSE – Fundación Sindical de Estudios

    Criada em 1992 pela Confederação Sindical das Comissões Operárias (CC.OO.), em Madri, Espanha, a Fundação Sindical de Estudos (FSE) realiza trabalhos de reflexão e estudos que possam gerar debates, estratégias e pautas da ação sindical. Com esse objetivo, estuda as relações de trabalho, as tendências do desenvolvimento socioeconômico, suas causas e efeitos, a história e a evolução do movimento operário e sindical, e o papel do sindicalismo como sujeito de mudança social. A FSE disponibiliza em seu site estudos, notícias, artigos e vídeos, além de uma série de boletins temáticos – os observatórios, como o Observatorio Sociolaboral.
    Em espanhol.
    Acesse o site: http://www.fundacionsindicaldeestudios.org/fse/
  8. Fundación 1º de Mayo

    A Fundação 1º de Maio é uma instituição privada, sem fins lucrativos, sediada em Madri, Espanha. Foi criada em 1988 pela Confederação Sindical das Comissões Operárias (CC.OO.), com o objetivo de aprofundar o estudo, a reflexão e o debate críticos sobre os problemas que afetam a classe trabalhadora, a cidadania e o sindicalismo. A Fundação atua em várias áreas de pesquisa que possuam caráter social e laboral, como as relações de trabalho, as mudanças produtivas e tecnológicas, o mercado de trabalho, a igualdade de oportunidades e o sindicalismo em face da globalização. Seus colaboradores são especialistas vindos tanto do ambiente acadêmico quanto do sindical. Também busca a Fundação 1º de Maio a recuperação, preservação e divulgação dos documentos que registram a história do trabalho e dos trabalhadores. No seu site pode ser encontrada grande quantidade de material, entre livros, boletins, relatórios e diversos observatórios temáticos, além do Hispabarómetro Social de España – um sistema de indicadores socioeconômicos e laborais – e da Revista de Estudios.
    Em espanhol.
    Acesse o site: http://www.1mayo.ccoo.es/nova/
  9. GLU – The Global Labour University

    A Universidade Global do Trabalho (GLU) é uma rede de universidades, sindicatos, institutos de pesquisa, organizações não-governamentais e fundações. Criada em 2004, a GLU busca fortalecer as qualidades intelectuais e estratégicas das organizações dos trabalhadores e estabelecer uma maior relação entre sindicatos, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a comunidade acadêmica. A GLU desenvolve e promove, juntamente com suas universidades associadas – como a Unicamp, no Brasil, e outras de países como Canadá, Reino Unido, África do Sul e Alemanha –, programas de pós-graduação, como o Mestrado Internacional em Globalização e Políticas para o Trabalho. Mais informações sobre as atividades da GLU podem ser encontradas em seu site, assim como artigos, vídeos e outros materiais.
    Em inglês.
    Acesse o site: http://www.global-labour-university.org/
  10. Human Rights Watch

    A Human Rights Watch é uma organização não governamental independente dedicada a defender e proteger os direitos humanos em todo o mundo. Criada em 1978 e com sede em Nova York, Estados Unidos, a organização busca divulgar internacionalmente casos de violação dos direitos humanos, posicionando-se em defesa das vítimas e dos ativistas. Seu site é usado como veículo de divulgação de notícias, relatórios e vídeos, organizados por região, país e temas, que incluem trabalho forçado, trabalhadores imigrantes e direitos das mulheres, entre vários outros.
    Em inglês, alemão, espanhol, francês, japonês e outras línguas.
    Acesse o site: http://www.hrw.org/home
  11. ILERA – International Labour and Employment Relations Association

    A Associação Internacional de Relações de Emprego e Trabalho (ILERA) foi fundada em 1966 com o nome Associação Internacional de Relações de Trabalho (IIRA), alterado em 2010. Localizada em Genebra, Suíça, na sede da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a ILERA tem como principal objetivo a promoção do estudo das relações de trabalho e emprego em todo o mundo, incentivando o desenvolvimento de associações nacionais sobre o tema, auxiliando na divulgação de informações da área e organizando congressos mundiais e regionais. A Associação oferece um fórum para pesquisa, discussão e disseminação. Sua abordagem interdisciplinar abrange temas como regulação do mercado de trabalho, movimentos transnacionais do trabalho e discriminação no emprego, entre outros. Informações sobre as atividades da ILERA, como seus congressos, podem ser encontradas em seu site.
    Em inglês.
    Acesse o site: http://www.ilo.org/public/english/iira/
  12. ILRF – International Labor Rights Forum

    O Fórum Internacional de Direitos Trabalhistas (ILRF) é o resultado da união de defensores de direitos humanos, do trabalho e comunidades acadêmicas que, nos anos 80, lutaram pelos direitos dos trabalhadores no comércio internacional. Fundado em 1986 com o nome Fundo Internacional para Pesquisa e Educação sobre Direitos Trabalhistas (International Labor Rights Education & Research Fund), mais tarde adotou seu nome atual. Com sede em Washington, Estados Unidos, o ILRF é uma organização de defesa que se dedica a promover o tratamento humano e digno dos trabalhadores em todo o mundo. Atua monitorando a aplicação de normas e leis trabalhistas, realizando campanhas de educação pública e mobilizações, além de atuar judicialmente. Seus principais projetos giram em torno do fim do trabalho infantil, da defesa dos direitos das mulheres trabalhadoras, do fim dos locais de trabalho com condições precárias e da liberdade de livre associação dos trabalhadores. Mais informações, notícias e relatórios sobre suas atividades podem ser encontradas no site da ILRF.
    Em inglês, com parte do conteúdo também em espanhol.
    Acesse o site: http://www.laborrights.org/
  13. Insight

    Insight é um projeto em forma de site desenvolvido pelo Centro Internazionale di Studi Sociali (CISS), sediado em Roma, Itália. Autônomo e independente, Insight busca ser um instrumento de análise dos impactos sociais e econômicos da crise atual, com atenção particular às políticas públicas da União Europeia e dos Estados Unidos. Publica artigos e documentos de diversas línguas sobre economia, trabalho e bem-estar.
    Em inglês, com conteúdo em espanhol, francês, italiano e português.
    Acesse o site: http://www.insightweb.it/web/
  14. Institute for Global Labour and Human Rights

    O Instituto de Direitos Humanos e do Trabalho Globais é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão promover e defender os direitos humanos e dos trabalhadores no âmbito da economia globalizada. Fundado em 1981, em Pittsburgh, Estados Unidos, com o nome National Labor Committee (Comitê Nacional do Trabalho), o Instituto investiga e expõe abusos aos direitos humanos e de trabalho cometidos por companhias norte-americanas que produzem bens em países em desenvolvimento, assim buscando tornar essas empresas responsáveis legalmente de acordo os direitos trabalhistas reconhecidos internacionalmente. Para tanto, divulga notícias e vídeos, produz relatórios e cria campanhas públicas de grande visibilidade. Material esse que pode ser encontrado em seu site.
    Em inglês, com parte do conteúdo em espanhol.
    Acesse o site: http://www.globallabourrights.org/
  15. Jobs with Justice

    Jobs With Justice (Empregos com Justiça) é uma rede nacional norte-americana de entidades locais, como sindicatos e ativistas estudantis, reunidas para construir um movimento pelos direitos dos trabalhadores, justiça econômica e uma economia global sustentável. Criada em 1987 e com sede em Washington, EUA, a Jobs With Justice promove campanhas sobre temas em discussão naquele país, como reforma do sistema de saúde, direitos dos imigrantes e organização dos sindicatos. As atividades da organização podem ser acompanhadas pelo seu site.
    Em inglês.
    Acesse o site: http://www.jwj.org/
  16. LASA – Latin American Studies Association

    A Associação de Estudos Latino-Americanos (LASA) é uma associação profissional composta de especialistas de todas as disciplinas e profissões e instituições dedicadas ao estudo da América Latina. Criada em 1967 e sediada em Pittsburgh, Estados Unidos, a LASA realiza anualmente um congresso internacional, além de publicar o periódico Latin American Research Review. Mais informações sobre as atividades da LASA podem ser encontradas em seu site.
    Em espanhol, francês, inglês e português.
    Acesse o site: http://lasa.international.pitt.edu/por/
  17. LERA – Labor and Employment Relations Association

    A Associação de Relações de Emprego e Trabalho (LERA) é uma organização dos Estados Unidos, com sede em Champaign, que reúne representantes do trabalho, governo e universidades, em áreas como educação e pesquisa acadêmica, recursos humanos, legislação trabalhista, mercado de trabalho, políticas públicas e organização e administração sindicais. Fundada em 1947, com o nome Associação de Pesquisa de Relações de Trabalho (Industrial Relations Research Association – IRRA), a LERA publica a revista Perspectives on Work, além de outros conteúdos, que podem ser encontrados em seu site.
    Em inglês.
    Acesse o site: http://www.leraweb.org/
  18. Observatorio del Derecho Social

    O Observatório do Direito Social é um espaço de investigação e assessoria sindical vinculado à Central de Trabalhadores da Argentina (CTA). Sediado em Buenos Aires, desde 2005 o Observatório procura sistematizar e analisar o estado das relações de trabalho na Argentina, assim como a evolução do direito do trabalho daquele país. Para tanto, são elaborados relatórios periódicos sobre conflitos do trabalho e negociação coletiva, que podem ser encontrados em seu site, juntamente com outros conteúdos.
    Em espanhol.
    Acesse o site: http://www.obderechosocial.org.ar/
  19. Observatório das Desigualdades

    O Observatório das Desigualdades é uma estrutura independente constituída pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa (CIES-IUL). O Observatório tem como missão a disponibilização pública de informações sobre o tema das desigualdades sociais, contribuindo para a fundamentação e avaliação das políticas públicas e sendo, também, um instrumento de investigação e divulgação científica. O Observatório pretende estudar as desigualdades a partir de diferentes dimensões e níveis de análise, recorrendo à comparação internacional de indicadores estatísticos e a um conjunto de estudos e pesquisas. Em seu site pode-se encontrar indicadores socioeconômicos, estudos e projetos, base de dados estatísticos, base bibliográfica, resenhas de publicações, notícias e entrevistas.
    Em português e inglês.
    Acesse o site: http://observatorio-das-desigualdades.cies.iscte.pt/
  20. OIT – Organización Internacional del Trabajo

    A Organização Internacional do Trabalho (International Labour Organization – ILO), fundada em 1919 e com sede em Genebra, Suíça, é uma agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU), que tem como objetivo promover os direitos humanos e dos trabalhadores reconhecidos internacionalmente, encorajar oportunidades de trabalho decente para todos, aumentar a proteção social e fortalecer o diálogo nas questões relacionadas ao trabalho. A OIT possui uma estrutura tripartite, na qual representantes de governos, empregadores e trabalhadores têm igual peso nas decisões das políticas e programas da entidade, transformando-a em um fórum no qual as atores socioeconômicos de seus 185 Estados-membros podem discutir abertamente as questões sobre o trabalho. A OIT possui vários departamentos com tarefas específicas, como o ACTRAV e o Cinterfor, e produz grande quantidade de documentos, relatórios, publicações como livros e revistas, estatísticas e bancos de dados, além de normas internacionais que visam regular o trabalho. Materiais que podem ser encontrados em seu site.
    Em espanhol, francês e inglês.
    Acesse o site: http://www.ilo.org/global/lang--es/index.htm
  21. OIT/Cinterfor – Centro Interamericano para el Desarrollo del Conocimiento en la Formación Profesional

    Criado em 1963 e com sede em Montevidéu, Uruguai, o Centro Interamericano para o Desenvolvimento do Conhecimento na Formação Profissional (OIT/Cinterfor) é um centro especializado da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que articula e coordena uma rede de mais de 65 instituições e entidades relacionadas com a formação profissional de 27 países da América Latina, Caribe e África. O Cinterfor foi criado como um centro de gestão do conhecimento, tendo como principais funções reunir a documentação relacionada como todos os aspectos da formação profissional e difundir essa documentação. Para isso, o site do Cinterfor é seu principal meio de divulgação e articulação. Nele podem ser encontradas informações sobre as entidades associadas, notícias, bases de dados, biblioteca com livros para download e bibliografias por assunto, entre outros materiais.
    Em espanhol, inglês e português.
    Acesse o site: http://www.oitcinterfor.org/
  22. Sustainlabour – Fundación Laboral Internacional para el Desarrollo Sostenible

    A Fundação Internacional do Trabalho para o Desenvolvimento Sustentável (International Labour Foundation for Sustainable Development – Sustainlabour) foi fundada em 2004 e tem como objetivo integrar as questões do trabalho à agenda ambientalista, através da participação das entidades sindicais nos debates sobre o meio ambiente. A Sustainlabour acredita que um desenvolvimento sustentável e justo passa por direitos trabalhistas amplos juntamente com proteção ambiental. A Fundação já trabalhou com mais de 200 sindicatos de 90 países, realizando atividades de treinamentos. No seu site, notícias, relatórios anuais, estudos, manuais, vídeos e o boletim InFocus abordam vários aspectos das questões tratadas pela Sustainlabour, como mudança climática, risco químico e economia verde.
    Em espanhol e inglês.
    Acesse o site: http://www.sustainlabour.org/index.php?lang=ES
  23. Verité

    Verité é uma organização internacional sem fins lucrativos, criada em 1995 e com sede em Amherst, Estados Unidos. A missão da Verité é garantir que as pessoas possam trabalhar em condições seguras, justas e legais. A organização atua com auditoria, treinamento, consultoria e pesquisa, trabalhando juntamente a empresas para auxiliar na identificação, análise e resolução de problemas envolvendo direitos trabalhistas nas suas redes de fornecimento. Um de seus focos de ação é o combate ao trabalho forçado. Em seu site, notícias, a newsletter Vision e estudos.
    Em inglês.
    Acesse o site: http://www.verite.org/
  24. WIEGO – Women in Informal Employment: Globalizing and Organizing

    Mulheres no Emprego Informal: Globalizando e Organizando (WIEGO) é uma rede global de ação e pesquisa fundada em 1997. A rede procura melhorar o status dos trabalhadores pobres na economia informal, especialmente mulheres. WIEGO é composta por organizações de trabalhadores informais, pesquisadores individuais e profissionais gestores engajados ou preocupados com o emprego informal. A WIEGO ajuda no fortalecimento de organizações de base de trabalhadores informais e na construção para o setor de redes específicas de tais organizações; destaca o tamanho, composição, características e contribuição da economia informal através do desenvolvimento de estatísticas e pesquisa; promove diálogos e processos que culminem em políticas que incluam representantes de organizações de trabalhadores informais; e promove condições de trabalho mais igualitárias e mais inclusivas no comércio global, na proteção social e nas políticas de planejamento urbano. O site da rede possui uma série de informações e materiais sobre economia informal, como histórico, estatísticas, notícias, lista de organizações da área, livros, artigos, etc.
    Em inglês, com partes do site também em espanhol, francês e português.
    Acesse o site: http://wiego.org/