Precarização e degradação do trabalho na educação pública da cidade do Rio de Janeiro no período de 2009 a 2013

Autor: Marcelo Henrique Pereira Soares
Orientadora: Ialê Falleiros Braga
Ano: 2015
Tipo: Dissertação de Mestrado
Instituição: Fundação Oswaldo Cruz. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. Mestrado Profissional em Educação Profissional em Saúde
Repositório: Arca – Repositório Institucional da Fiocruz
Resumo: Este estudo aborda a precarização e a degradação do trabalho na educação pública da cidade do Rio de Janeiro no período de 2009 a 2013, sob o enfoque da aplicação de políticas públicas relacionadas ao neoliberalismo de terceira via, a partir da análise de autores, documentos e textos que discutem esta questão. E com este objetivo foram analisadas as alterações na organização do trabalho pelo taylorismo, fordismo e toyotismo. Tratou da discussão pertinente ao avanço das ideias do neoliberalismo de terceira via para uma nova configuração do mundo do trabalho e a sua influência para as políticas públicas em educação. Trabalhou com a concepção de Estado Gramsciana tal como com a concepção de Estado em Poulantzas, além da perspectiva do Estado contemporâneo sob o enfoque do neoliberalismo de terceira via. Foi discutido o contexto da aplicação de políticas públicas que promovem a precarização e a degradação do trabalho na educação pública, bem como suas consequências no mundo do trabalho na escola pública da cidade do Rio de Janeiro, finalizando com a discussão sobre as consequências diretas que as ações das políticas públicas em educação promovem na prática pedagógica, ocasionando também o adoecimento do trabalhador em educação pública.
Arquivo: Acesse aqui o texto completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *