Para norte-americano ver: adidos trabalhistas e operários brasileiros (1943/1952)

Autor(a): Eduardo José Afonso
Orientador(a): Marcos Antonio da Silva
 Ano: 2011
 Tipo: Tese de Doutorado
 Instituição: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 Repositório: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
 Resumo: Este trabalho analisa documentos restritos e secretos do Departamento de Estado norte-americano, principalmente os Relatórios Mensais do Trabalho, relatórios do FBI, da CIA e do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos, e procura descrever a ação dos Adidos Trabalhistas Americanos e Ingleses no Brasil, no período de 1943 a 1952, como elementos-chave na política externa dos Estados Unidos, direcionada à possível intervenção em assuntos internos brasileiros. O presente estudo destaca, igualmente, a tarefa de líderes sindicais norte-americanos, ligados à Federação Americana do Trabalho e ao Departamento de Estado – em visita ao Brasil no período descrito -, no intento de obter a cooptação de líderes sindicais brasileiros para a associação na formação de uma grande Central Sindical Mundial, cujo intuito era o controle do movimento operário do Brasil e de outros países sob sua influência. Acrescenta-se a esta tese a análise do papel desempenhado por autoridades brasileiras e suas participações dentro do projeto do Departamento de Estado, ou seja, de interferência norte-americana em nossos assuntos internos.
 Arquivo: Acesse aqui o texto completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *