OIT: quase metade dos idosos do mundo não recebe aposentadoria

Cerca de 700 milhões de pessoas no mundo têm 60 anos de idade ou mais e o número pode dobrar até 2030, segundo dados das Nações Unidas. O Dia Internacional das Pessoas Idosas foi  celebrado em 1° de outubro com a Organização Internacional do Trabalho fazendo um alerta. Segundo a OIT, em média, 48% das pessoas idosas não recebem aposentadoria, e para grande parte dos 52% protegidos, o benefício não é suficiente.

Brasil

Com isso, muitos homens e mulheres mais velhos não têm segurança financeira e precisam continuar trabalhando. De acordo com a OIT, a parcela da população acima de 60 anos que recebe aposentadoria no Brasil chega a 86%.

A Rádio ONU ouviu a aposentada Neide Lourdes Ferrari, de 77 anos, que foi professora até 1989. Da cidade de São Caetano do Sul, em São Paulo, ela falou sobre as dificuldades.

Instabilidade

“O que eu recebo, não vou dizer que é o suficiente. A sorte é que a gente sempre soube como economizar e como guardar. A gente percebe isso com os colegas, conversando com eles, que não está fácil. Quando me aposentei, sou sincera em dizer, senti uma instabilidade emocional muito grande. Porque se você fez aquele trabalho gostando dele, faz muita falta depois.”

Para suprir o tempo livre, Neide Lourdes Ferrari praticou exercícios, teve aulas de yoga e fez parte de um coral. Agora, são as redes sociais que tomam o tempo da aposentada, que está até fazendo um curso sobre o Facebook.

Sem discriminação

“A gente chega numa certa idade e percebe que precisa estar antenada com tudo que existe ao seu redor. E eu estava achando que fazia falta colocar as fotos, saber alguma coisa diferente. Então eu me matriculei na escola e achei que fazer o Facebook – além do Face vai entrar o Skype e o Instagram – é muito legal, alegra a vida da gente.”

No Dia Internacional das Pessoas Idosas, a relatora da ONU para os direitos das pessoas mais velhas também fez um apelo por promoção da inclusão social. Rosa Kornfeld-Matte defende ainda o combate à discriminação por idade e ao estigma.

[divide]

Fonte: Rádio ONU
Texto: Leda Letras
Data original da publicação: 01/10/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *