O trabalho como categoria em economia política

Autor: Helgis Torres Cristófaro
Orientador: Homero Silveira Santiago
Ano: 2016
Tipo: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Filosofia. Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Repositório: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
Resumo: Esta dissertação é o resultado de uma pesquisa sobre a categoria trabalho que principiou pelas obras escritas em conjunto por Antonio Negri e Michael Hardt, em especial a trilogia Império, Multidão e Commonwealth e se estendeu posteriormente para suas obras individuais e os autores que dialogam com Negri apoiando e criticando suas ideias e inovações. A motivação fundamental foi encontrar caminhos de mudança das relações assimétricas de poder e recompensa que reifica o trabalhador e sua vida cada vez mais levando sofrimento à maior parte dos seres humanos ao viverem uma vida menor considerando o potencial de aprender, produzir e ser sempre fonte e destino de mais vida. A pesquisa levou também à crítica construtiva dirigida sobretudo à ausência, na obra de Negri, do saber psicanalítico como instrumental para compreender a gênese do sujeito considerando quão fundamentais são as questões sobre trabalho e produção de subjetividade levantadas por Negri.
Arquivo: Acesse aqui o texto completo

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *