Na Rússia, mulheres são impedidas de exercer 456 tipos de emprego

Especialistas da ONU em direitos humanos descobriram que uma russa não conseguiu emprego como capitã de um barco porque a função está na lista de ocupações que as mulheres não podem exercer no país.

O Comitê para a Eliminação da Discriminação contra as Mulheres, Cedaw, destaca que na Rússia, as mulheres não podem exercer 456 tipos de trabalho em 38 indústrias, como a da navegação.

Estereótipos

As autoridades do país consideram essas centenas de funções como sendo “muito difíceis ou perigosas para a saúde da mulher, em especial a saúde reprodutiva”.

A Cedaw denuncia a legislação russa por conter “estereótipos ligados ao papel e às responsabilidade de mulheres e de homens na família e na sociedade”. Segundo o comitê, essas leis só promovem os “papéis tradicionais das mulheres como mães e esposas, minando estatuto social e projeções de carreira”.

Obrigações

O comunicado dos especialistas da ONU foi divulgado após o grupo ter considerado uma queixa apresentada pela russa que tentou ser capitã de um barco. Ela fez o curso de navegação, mas teve uma oportunidade de emprego negada porque a contratação dela iria contra a lei trabalhista do país.

A Rússia é parte da Convenção da ONU sobre a Eliminação da Discriminação contra as Mulheres e assim, deve criar condições de trabalho seguras em todas as indústrias e não impedir que as mulheres sejam empregadas em vários setores.

A Cedaw lembra que o país também tem a obrigação de fornecer proteção para a saúde reprodutiva de homens e de mulheres.

[gap]

Fonte: Rádio ONU
Texto: Leda Letra
Data original da publicação: 16/03/2016

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *