Mundo tem mais de 750 milhões de adultos analfabetos

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu a governos e parceiros, incluindo o setor privado, que unam forças para alcançar a “alfabetização universal”.

Ban fez o pedido para marcar o Dia Internacional da Alfabetização, na última quinta-feira (08/09). Com isso, ele quer criar “sociedades pacíficas, justas, inclusivas e sustentáveis, que é a visão estabelecida pela nova agenda de desenvolvimento global”.

750 Milhões

O chefe da ONU afirmou que, atualmente, mais de 750 milhões de adultos no mundo são analfabetos, incluindo 115 milhões de jovens. As mulheres representam mais de 65% desse total.

Ban disse que 250 milhões de crianças que estão na escola primária não têm as habilidades e os princípios básicos de alfabetização, e outros 124 milhões de crianças e adolescentes nunca pisaram numa sala de aula.

Segundo ele, esses “obstáculos ao desenvolvimento sustentável podem e devem ser superados com a criação e implementação de políticas corretas, apoiadas por promessas e recursos”.

O secretário-geral afirmou que “o mundo precisa assegurar que todos os que estejam fora das escolas tenham acesso a oportunidades de aprendizado de qualidade”.

Agenda 2030

Para Ban, é necessário melhorar a qualidade do ensino e também promover a educação e o aprendizado de adultos.

O chefe da ONU explicou que a alfabetização “está no coração da Agenda 2030”. Ela é “a base para os direitos humanos, igualdade de gênero e sociedades sustentáveis”.

Ele lembrou que essa data foi adotada há 50 anos para promover a alfabetização como ferramenta para dar mais poder às pessoas, comunidades e sociedades.

Ban afirmou que houve um progresso significativo nas últimas cinco décadas, mas que o mundo ainda está longe de uma alfabetização universal.

Unesco

O Dia Internacional da Alfabetização foi criado pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, em 8 de setembro de 1966.

Segundo a agência da ONU, o tema deste ano é “Lendo o Passado, Escrevendo o Futuro”.

A visão da organização está alinhada ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4, que pretende garantir educação de qualidade, equitativa e inclusiva e promover oportunidades de aprendizado para todos até 2030.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, afirmou que “o mundo mudou desde 1966, mas a determinação da agência de fornecer as habilidades necessárias para que homens e mulheres possam se tornar o que desejarem continua firme”.

[gap]

Fonte: ONU Brasil
Texto: Edgard Júnior
Data original da publicação: 09/09/2016

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *