MPT condena Marfrig a pagar R$ 500 mil em multas por danos morais coletivos

Segundo maior frigorífico brasileiro, a Mafrig foi condenada pelo Ministério Público do Trabalho de Goiás (MPT-GO) a pagar R$ 500 mil por danos morais coletivos na unidade de Rio Verde.

O MPT constatou que a empresa não concedia intervalos durante o expediente, permitia que funcionários trabalhassem em domingos e feriados sem que houvesse nenhum tipo de acordo com as autoridades, além de flagrar irregularidades no pagamento aos trabalhadores.

De acordo com a procuradora do trabalho e responsável pela ação, Natália Silva e Azevedo, vários desrespeitos às leis trabalhistas que prejudicam a saúde e a vida dos funcionários foram comprovados. Ela ainda afirmou que a condenação é importante para que outros empregadores da região não cometam as mesmas irregularidades.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Marfrig anunciou que irá recorrer da decisão e que as jornadas de trabalho são controladas em suas operações.

[divide]

Fonte: Brasil de Fato
Data original da publicação: 30/06/2014

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *