Migração, trabalho e representação: um estudo de caso sobre a Coalition of Immokalee Workers, Flórida

Autora: Géssica Trevisan Pera
Orientadora: Leila de Menezes Stein
Ano: 2015
Tipo: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. Faculdade de Ciências e Letras (Campus de Araraquara)
Repositório: Repositório Institucional UNESP
Resumo: Esta pesquisa analisa o surgimento e o desenvolvimento de novas formas de organização e representação de trabalhadores imigrantes rurais nos Estados Unidos. Extremamente necessários à economia do país, esses trabalhadores foram ao longo da história excluídos de benefícios sociais e impedidos de se organizarem legalmente. Contudo, apesar de ocuparem o degrau mais baixo da cadeia produtiva, onde os cidadãos norte-americanos se recusam a trabalhar, sujeitos de uma realidade precária, de invisibilidade social, estes trabalhadores não se caracterizam pela passividade. É neste contexto de enfrentamento que focamos nossos olhares com o objetivo de compreender como um grupo de imigrantes no sul do estado da Flórida, onde está localizada a região agrícola de Immokalee tem desenvolvido um movimento de resistência a essa condição. Caracterizada como importante centro de produção agrícola do país, anualmente esta região demanda milhares de trabalhadores para o trabalho nas lavouras de citros e vegetais. Cansados das frequentes irregularidades ocorridas nos campos e, movidos pelo interesse comum por melhores condições de vida e trabalho, um grupo de trabalhadores imigrantes fundou em 1993, a Coalition of Immokalee Workers (CIW), uma organização de base comunitária, sem fins lucrativos que vem buscando ao longo destes vinte anos representar os catadores de tomate que não são cobertos pelos benefícios sociais no país. Nacionalmente reconhecida, a organização conta com o apoio de diversos seguimentos da sociedade e tem como princípio: Consciência + Comprometimento = Mudança.
Arquivo: Acesse aqui o texto completo
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *