Mesmo com grandes lucros, bancos cortam 3 mil empregos no 1º trimestre

Cerca de 3 mil postos de trabalho foram cortados no primeiro trimestre de 2015 no setor bancário, conclui pesquisa realizada pelo Dieese para a Confederação Nacional de Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). “Essa redução (de empregos) torna o balanço  negativo”, afirma o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio em seu comentário à Rádio Brasil Atual.

Clemente avalia os resultados como contraditórios, já que os bancos tiveram “expressivos resultados” de rentabilidade. “Após um ano de dificuldade econômica, os bancos continuam apresentando resultados favoráveis, mostrando que, diferentemente de outros países, no Brasil, a crise econômica não afeta o setor bancário, que vive com altas taxas de juros, com um comportamento desconectado da própria crise.”

A pesquisa do Dieese também mostra dados negativos referentes aos salários. “Temos uma diferença dos salários entre homens e mulheres de 20%. Também há um alto índice de rotatividade no setor, e os salários dos novos contratados são menores do que os dos demitidos.”

Ouça aqui a entrevista:

[divide]

Fonte: Rede Brasil Atual
Data original da publicação: 04/08/2015

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *