Livro de cientistas sociais faz uma análise das manifestações de rua de 2013

livro_cattani_protestosNo próximo dia 6 de junho, no Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), um ano após a grande onda de manifestações nas ruas de todo o Brasil, ocorrerá o lançamento do livro “#protestos: análises das ciências sociais”, uma publicação da Tomo Editorial, organizada pelo sociólogo, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e um dos coordenadores do DMT em Debate, Antonio David Cattani.

A obra, além de Cattani, reúne textos de mais nove estudiosos e pesquisadores que tentam de forma científica analisar as recentes manifestações de rua que sacudiram as principais regiões metropolitanas do Brasil. O fenômeno surpreendeu a todos: jornalistas, políticos, sindicalistas e professores universitários. Uma das preocupações recorrentes foi a tentativa de enquadrar o que estava acontecendo dentro da lógica preestabelecida: direita/esquerda, organizado versus espontâneo, contra isso ou a favor daquilo.

Diferentes instituições do Estado, sindicatos, partidos, igrejas, mídias e grupos não formalizados disputaram a hegemonia de algo que ainda não estava plenamente conformado nem mesmo no palco dos acontecimentos.

Com o distanciamento temporal, trabalhos sérios começam a surgir em diferentes campos do conhecimento, dos quais se espera o discernimento e a consciência capazes de interpretar adequadamente as dinâmicas sociais e políticas. É sobre o arsenal de possibilidades trazido pelas manifestações e suas interpretações que os articulistas desta coletânea se debruçam, oferecendo suas análises fundamentadas nas ciências sociais. Por diferentes perspectivas, somos convidados a refletir sobre os eventos, seus protagonistas, suas circunstâncias e conjunturas, seus motivos ou interesses e seus desdobramentos.

Certamente não é uma visão finalizada, tampouco uníssona, que enseja mesmo aqui visões distintas que permitem ao leitor formar sua própria opinião a respeito desse recente período de nossa história. Em textos marcados pela visão crítica, os autores têm a preocupação comum de trazer elementos de reflexão sobre as formas inéditas de mobilização coletiva que não se esgotaram em junho de 2013.

 

Informações

Os artigos e seus autores

Apresentação – E depois?
Antonio David Cattani – Organizador

#vemprarua: o ciclo de protestos de 2013 como expressão de um novo padrão de mobilização contestatória?
Marcelo Kunrath Silva

A Copa das Manifestações
Arlei Sander Damo

As duas caudas de Gauss: minorias, protesto e representação política
André Marenco

Movimento Passe Livre e Black Blocs: quem são os novos atores que emergiram dos protestos de 2013
Adriana Coelho Saraiva

O significado dos protestos urbanos segundo o mainstream econômico
Antonio David Cattani

Atores sociais jovens nos protestos de 2013
José Vicente Tavares dos Santos e Alex Niche Teixeira

Junho de 2013 e a retomada das ruas: conflitualidades e alguns desdobramentos legais pós-manifestações
Mariana Chies Santiago Santos, Rochele Fellini Fachinetto e Vítor Eduardo

As manifestações sob a ótica da sociologia da moral
Raquel Weiss

Cronologia parcial

 

Onde e quando

Data: Sexta-feira, 6 de junho de 2014
Hora: 18h30
Local: Simpa – Rua João Alfredo, nº 61, Cidade Baixa, Porto Alegre-RS

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *