Ligeiro crescimento da taxa de desemprego em agosto

Ligeiro crescimento da taxa de desemprego em agosto

Eduardo Miguel Schneider

As informações captadas pela Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) no conjunto das sete regiões [1] onde é realizada mostram relativa estabilidade do nível ocupacional e pequeno aumento da taxa de desemprego, em agosto. O rendimento médio real dos ocupados oscilou positivamente, em julho.

1) Taxa de Desemprego

– A taxa de desemprego total, conjunturalmente, apresentou ligeiro crescimento, ao passar dos 10,7% da população economicamente ativa (PEA) em julho para 11,1% em agosto. Já a tendência nos últimos 12 meses foi de relativa estabilidade na taxa de desemprego, uma vez que em agosto de 2011 ela situava-se em 10,9%. A taxa de desemprego das sete regiões investigadas pela PED podem ser visualizadas na tabela abaixo.

2) Rendimento Médio Real

– O rendimento médio real dos ocupados apresentou uma pequena variação positiva de 0,5% em julho de 2012, encerrando o período em R$ 1.509. Também nos últimos 12 meses a tendência foi de crescimento nos rendimentos: entre julho de 2011 e de 2012 o rendimento médio real dos ocupados aumentou 4,6%.

Maiores informações podem ser encontradas na página do Sistema PED do Dieese.

tabela_eduardo_dieese_20_10_12Nota

[1] Regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e Distrito Federal.

Eduardo Miguel Schneider é mestre em Economia do Desenvolvimento pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS); especialista em Gestão Pública Participativa pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS).

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *