Itália perdeu um milhão de postos de trabalho

A crise na economia italiana não para de bater recordes negativos. Um estudo divulgado na terça-feira (16/07) pela União Italiana do Trabalho (Uil, na sigla em italiano) mostrou que, nos últimos seis anos, foram perdidos mais de um milhão de postos de trabalho.

Entre 2008 e 2013, o nível de desemprego saiu de 6,7% para 12,2% e entre os jovens, o número é ainda maior: de 21,3% para 40%. A pesquisa mostrou ainda que uma em cada três pessoas que estão em idade para trabalhar viveu alguma forma de sofrimento ou insegurança no emprego.

Dados divulgados na segunda-feira (14/07) pelo Instituto de Estatísticas Italiano mostraram que, por culpa da crise no país, um em cada dez italianos vive na pobreza “absoluta”, ou seja, sem nenhum tipo de renda. São seis milhões de pessoas vivendo sem trabalho.

[divide]

Fonte: ANSA
Data original da publicação: 16/07/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *