Estudos e Pesquisas, n. 96, julho 2020

Entidade responsável: Dieese
Ano: 2020
Acesso: livre

O objetivo deste texto é analisar as possíveis repercussões da pandemia sobre a categoria doméstica no Brasil. Para tanto, o texto se divide em três tópicos.

No primeiro tópico, se discorrerá sobre a origem do trabalho doméstico. No segundo, será traçado o perfil das pessoas ocupadas como empregadas domésticas no país, destacando-se seus atributos pessoais e socioeconômicos – como sexo, raça, faixa etária, posição no domicílio, composição do domicílio e vulnerabilidade à pobreza – características que as colocam em maior risco neste período. No terceiro tópico, serão analisadas as condições do trabalho doméstico, por meio de aspectos relativos à legislação trabalhista, grau de formalização, atividades desempenhadas e remuneração, de modo a traçar um paralelo entre essas características e a maior vulnerabilidade da categoria ante a crise.

Por fim, serão apresentadas algumas conclusões, bem como recomendações relativas às políticas que podem ser adotadas para minorar os danos da crise sanitária sobre a categoria.

Clique aqui para acessar o conteúdo integral da publicação.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *