Em Portugal, quase 23 mil trabalhadores com salários em atraso em 2012

Em 2012, o número de trabalhadores com salários em atraso triplicou.

De acordo com dados ainda provisórios, a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) detectou 22.825 trabalhadores nesta situação no ano passado, mais 218,5% face a 2011.

Os dados, já noticiados pelo Diário de Notícias/Dinheiro Vivo, indicam que o número de empresas nesta situação também disparou. Em 2012, a ACT apurou 1.873 empresas com salários em atraso, mais 165% do que em 2011.

O aumento é ainda mais significativo quando a comparação é feita com 2010. Nesse ano, foram detectadas apenas 62 empresas em situação de descumprimento relativamente ao pagamento de salários, abrangendo 2.945 trabalhadores.

[divide]

Fonte: Económico
Texto: Cristina Oliveira da Silva
Data original da publicação: 15/04/2013

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *