Com PDVs, governo demitiu mais de 50 mil nas estatais nos últimos anos

Com programas de demissão voluntária e aposentadorias incentivadas, o governo federal desligou 50.364 funcionários das empresas estatais nos últimos anos. Este montante é equivalente a 77% do total que os PDVs lançados nos últimos três anos pretendiam demitir.

Somente na Petrobras, foram dois programas de demissões com a adesão de 15 mil funcionários. A estatal reduziu em cerca de 30% dos empregados que tem hoje, chegando a 49.385, contra quase 57 mil em 2014.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, depois da Petrobras aparece o Banco do Brasil, que desligou 14.285 em dois programas realizados em 2015 e 2015.

A Caixa reduziu em 9.749 servidores e os Correios em 6 mil funcionários. A Infraero foi a estatal com a maior diminuição percentual de seu quadro de empregados, com 2.646 desligados.

Ainda segundo o Estadão, o governo comemora o resultado, que representa um desligamento de 9,6% do total de funcionários das estatais atualmente. O número aumentar neste ano, com PDVs da Dataprev, Eletrobras e a reabertura do programa da Caixa Econômica Federal, que espera a adesão de mais de 5 mil servidores.

Segundo documento do Ministério do Planejamento com dados do primeiro trimestre, o número de funcionários das estatais teve queda de 5% desde 2015, com redução de 3% dos trabalhadores com mais de 56 e 5% dos profissionais com mais de 26 anos de empresa.

[gap]

Fonte: GGN
Data original da publicação: 24/07/2017

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *