Centro da ONU promove debate no Rio sobre proteção social de trabalhadores migrantes

O Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro RIO+) promove na semana que vem (27) em parceria com a Cáritas RJ uma série de palestras e debates sobre proteção social de trabalhadores migrantes. O evento ocorrerá no auditório da Casa de Rui Barbosa, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro.

O evento RIO+ Talks terá a participação do professor Marius Olivier, consultor em segurança social e proteção social, advogado, pesquisador da Northwest University, da África do Sul, e da University of Western, da Austrália. Ele apresentará o resultado da pesquisa “Proteção Social de Trabalhadores Migrantes”.

O encontro reunirá acadêmicos, pesquisadores, migrantes e interessados no tema, e abordará os principais desafios dos sistemas jurídicos e sociais contemporâneos ao tratar da questão de trabalho para migrantes.

A perspectiva brasileira sobre o tema será exposta por representante do Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refúgio da Cáritas, de forma a complementar a discussão e enriquecer o debate.

A inciativa conta ainda com o apoio e a mediação do Centro de Estudos em Direito e Políticas de Migração e Refúgio (CEDPIR), da Fundação Casa de Rui Barbosa.

O Centro RIO+ é um dos seis centros mundiais de excelência do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e trabalha com pessoas e instituições para influenciar políticas e práticas que levem a melhorias concretas no bem-estar humano para a promoção do desenvolvimento sustentável e equitativo.

A Cáritas do Rio de Janeiro, por meio do seu Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refúgio, atua na busca pela proteção e integração social dessas pessoas, promovendo o acolhimento, assegurando que seus direitos sejam respeitados e criando condições para que elas possam reconstruir a vida no Brasil de forma digna.

Serviço:

Data: 27 de outubro de 2016
Local: Auditório da Casa de Rui Barbosa
Horário: 17h30 – 19h30
Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2e2bbFS

[gap]

Fonte: ONU Brasil
Data original da publicação: 20/10/2016

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *