Brasil registra maior número de assassinatos no campo nos últimos 12 anos

Em 2015, o Brasil registrou o maior número de assassinatos no campo dos últimos 12 anos: foram 50 mortes ocasionadas por conflitos agrários, 14 a mais do que em 2014. Os dados fazem parte do relatório Conflitos no Campo Brasil 2015, que será lançado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) na sexta-feira (15/04), em Brasília e em Marabá (PA).

Dos assassinatos registrados no último ano, 47 ocorreram por conflitos envolvendo a posse de terra, um por questões trabalhistas e dois por disputas relacionadas à água, como aponta o relatório.

Crimes relacionados à água cresceram 6%, passando de 127 em 2014, para 135 em 2015. É o maior número já registrado pela CPT desde que esse tipo de crime começou a ser computado isoladamente, há 13 anos. Em 2014, as principais vítimas dos assassinatos foram sem-terra (11); assentados (8) e posseiros (7).

Esta é a 31ª edição do relatório, que reúne dados sobre violências sofridas pelos trabalhadores rurais brasileiros, incluindo indígenas, quilombolas e povos tradicionais.

A publicação será lançada em dois eventos. O primeiro ocorrerá no Acampamento Nacional pela Democracia, montado pela Frente Brasil Popular, em frente ao estádio nacional Mané Garrincha, em Brasília, a partir das 14h30. O outro será em Marabá, no Centro Diocesano de Pastoral, a partir das 13h30, dentro da programação da Conferência Internacional da Reforma Agrária, que será realizada de amanhã a domingo (13 a 17), em memória aos 20 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás.

Em Brasília, participarão o presidente da CPT, Dom Enemésio Lazzaris, membros da coordenação executiva nacional da CPT, representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o professor aposentado da Universidade de São Paulo (USP) Ariovaldo Umbelino de Oliveira, o assentado Adilson Alves Machado, de Rondônia, e representantes de acampamentos rurais.

Serviço
Lançamento do relatório Conflitos no Campo Brasil 2015
Quando: 15 de abril
Local: Acampamento Nacional pela Democracia – estádio nacional Mané Garrincha, Asa Norte – Brasília
Horário: a partir das 14h30
Local: Centro Diocesano de Pastoral de Marabá – Agopolis do Incra, Bairro Amapá – Marabá (PA)
Horário: a partir das 13h30

[gap]

Fonte: Rede Brasil Atual
Data original da publicação: 13/04/2016

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *