A regulação do trabalho e a ação sindical em perspectiva comparada: Brasil e Grã-Bretanha

Autor(a): André Vereta Nahoum
Orientador(a): Celso Fernandes Campilongo
 Ano: 2008
 Tipo: Dissertação de Mestrado
 Instituição: Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito
 Repositório: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP
 Resumo: Esta dissertação compara historicamente dois modelos nacionais de regulação jurídica das relações de trabalho o brasileiro e o britânico, opostos no papel que o direito desempenha, com o intuito de avaliar seus impactos nos padrões específicos de ação sindical verificados nessas duas nações. Ela analisa a formação, transformações e a resiliência de algumas instituições, políticas e valores relacionados à regulação das relações de trabalho e os padrões resultantes de ação sindical nessas duas nações. Empregando um modelo explicativo informado pelo institucionalismo histórico e pela teoria das oportunidades políticas, procura demonstrar que o processo de construção e desenvolvimento de modelos nacionais de regulação jurídica do trabalho são dependentes de sua própria trajetória (path-dependent) e que esses modelos mobilizam instituições, políticas e valores, além de angariar apoio social, fatores que freqüentemente se tornam enraizados e interagem dinamicamente em circunstâncias concretas influenciando as preferências dos atores.
 Arquivo: Acesse aqui o texto completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *